Change.org Brasil publica relatório de impacto 2019

Informe apresenta as principais ações da organização no ano


O relatório está disponível no portal da organização na internet

Por: Mainary Nascimento

O ano de 2019 foi de muitos recordes para a Change.org Brasil. A plataforma, que em breve completará oito anos de história no país, viu a criação de petições, engajamento de assinaturas, quantidade de usuários e o número de vitórias crescerem como nunca. Prezando pela transparência e bom relacionamento com o público, a organização elaborou um relatório de impacto que apresenta os resultados de todo o trabalho desenvolvido ao longo de 2019. 

“A Change.org é a materialização do pensamento mais simbólico de um dos maiores líderes pacifistas da história mundial: Mahatma Gandhi. Todos os dias acordamos com a missão de mostrar às pessoas que elas poder ser e fazer a mudança que querem ver no mundo”, declara a diretora-executiva da organização no Brasil, Monica Souza, em carta aberta publicada no relatório. “Carregamos em nosso próprio nome a essência dessa ‘mudança’”, diz.

Composto por 38 páginas, o relatório apresenta de forma clara o propósito da organização, quem ela é e o que faz no Brasil e no mundo. Como destaque mostra que, apenas em 2019, cerca de 10,6 mil mobilizações foram abertas na plataforma, reunindo mais de 59,2 milhões de assinaturas em todo o Brasil. Do total, ao menos 160 terminaram o ano vitoriosas. 

“São causas que carregam fortes histórias pessoais ou coletivas”, enfatiza Monica. “Como plataforma livre e aberta, prezamos pela saudável pluralidade de ideias e temos como princípio básico o propósito de sermos um instrumento de fortalecimento da democracia. Um meio legítimo ao qual cidadãos do mundo inteiro podem recorrer para erguer suas vozes, juntar apoio e pressionar líderes políticos e autoridades por soluções que impactam vidas”, completa.

Somente no ano passado, graças ao apoio oferecido gratuitamente pela equipe que atua na Change.org Brasil, 16 mobilizações foram levadas pessoalmente às mãos de líderes políticos e autoridades nos três poderes. Além das entregas de petições, outras ações ocorreram de forma online e offline para pressionar setores públicos e privados. “Marcamos presença em todos os principais temas debatidos no Brasil”, comenta a diretora-executiva.  

Uma timeline, exibida nas páginas 14 e 15 do relatório, detalha 10 dessas mobilizações, como justiça a Brumadinho, defesa das universidades públicas, impacto na saúde, proteção da Amazônia, entre outras. O material dedica, ainda, um espaço para mostrar o que criadores de petições e tomadores de decisão (políticos e autoridades) pensam e falam sobre a atuação da organização e o instrumento dos abaixo-assinados online – confira nas páginas 22 e 23. 

Vozes amplificadas e transparência 


Timeline mostra as principais ações de impacto de 2019

Nos tópicos “Relacionamento com o público” e “Comunicação”, os leitores podem entender melhor o funcionamento da plataforma, o trabalho das divulgações e alcances gigantescos conquistados por e-mail com os usuários, bem como ter uma noção das proporções que as mobilizações ganham graças à atuação desenvolvida junto à imprensa. 

Mais de 302 reportagens sobre abaixo-assinados abertos na Change.org tiveram destaque em importantes veículos de comunicação – TVs, portais e rádios – ao longo do ano passado. Além de amplificar as vozes das pessoas que criam e assinam as petições, a pressão da mídia aumenta a visibilidade das campanhas e ajuda a provocar a ação das autoridades. 

Ao final, o relatório se dirige a todos que tornam possível a existência da Change.org Brasil: seus doadores. Como organização independente, sem fins lucrativos e que não recebe recursos de governos, empresas ou partidos políticos, a Change.org mostra como faz para encarar o desafio da sustentabilidade apenas com as doações recebidas dos usuários. 

Prezando pela transparência, o material detalha como funciona o recurso recebido, via doações, e como ele é revertido em ações que geram impacto às campanhas, suporte aos peticionários e manutenção da plataforma e da equipe que trabalha na Change.org Brasil. Por último, está documentado o relatório financeiro e balanço anual da organização. 

“Tudo isso reafirma o caminho que estamos percorrendo e nos dão ainda mais energia para, juntos, alcançarmos mais e mais conquistas em 2020!”, finaliza Monica.  



O relatório de impacto de 2019 da Change.org Brasil está publicado na seção “Informes” no portal da organização: https://changebrasil.org. Clique AQUI para ler.